O deputado Eduardo Cury (PSDB) foi o convidado do programa da TV Câmara Brasil em Debate. Ao lado do colega Marcelo Castro (PMDB-PI), eles falaram sobre a necessidade urgente de uma reforma que diminua o tamanho da máquina administrativa no Brasil.

Hoje, o país tem 24 ministérios, 10 secretarias com status de ministérios, além do Banco Central, Advocacia Geral da União, Controladoria Geral da União, Gabinete de Segurança Institucional da Presidência e Casa Civil. São 39 órgãos que custam R$ 424 bilhões ao ano.

Desse total, R$ 214 bilhões vão para despesas com os 900 mil funcionários, que podem ser servidores ou comissionados.

Para se ter uma ideia, o Bolsa Família custa R$ 27 bilhões por ano e o Ministério da Saúde recebe R$ 109 bilhões. Esse gasto não é considerado excessivo só pela presidente.

Em 2013, o hoje presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, apresentou um projeto de lei que limita o número de ministérios a 20. Essa proposta está sendo analisada por comissão especial.

Primeira Parte

Segunda Parte